Bolsonaro manda Mourão calar-se mais uma vez e aceitar papel decorativo


Enviado em 06 de dezembro de 2018 às 12:35:59



 

O governo Bolsonaro começa daqui a pouco menos de um mês, mas os conflitos internos agravam-se dia a dia antes da posse; o presidente eleito, capitão reformado, reafirmou nos últimos dias a imposição de uma "lei do silêncio" sobre seu vice, o general Hamilton Mourão; alguns dos mais próximos aliados de Bolsonaro fizeram chegar ao general que os holofotes devem ser apenas para o presidente eleito, como único porta-voz do futuro governo e que a ele está reservado papel decorativo a partir de janeiro

 

 


Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Minas1. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Histórico

Câmara aumenta pena de maus-tratos contra animais e zoofilia

Enviado em: 11 de dezembro de 2018

Política

Pesquisa

Publicidade