Pelo quarto dia consecutivo, bombeiros não encontram nenhum corpo em Brumadinho


Enviado em 13 de fevereiro de 2019 às 13:06:30



 

Número de pessoas desaparecidas passou de 160 para 155, e 160 pessoas foram identificadas, enquanto outras 393 foram localizadas

 

Pelo quarto dia consecutivo, militares do Corpo de Bombeiros não localizaram vítimas em Brumadinho após o rompimento da barragem I da mina do Córrego do Feijão, ocorrido no último dia 25. Em balanço divulgado pela corporação nesta terça-feira (12) o número não mudou em relação ao último levantamento: até agora, foram encontrados 165 corpos.

Já o número de pessoas desaparecidas passou de 160 para 155. Ainda de acordo com o balanço, 160 pessoas foram identificadas, e 393, localizadas.

O passar do tempo somado às condições da lama e climáticas são fatores dificultadores nas buscas por vítimas da tragédia que assolou a cidade da região Metropolitana. Porta-voz do Corpo de Bombeiros, o tenente Pedro Aihara já tinha alertado para que, com o passar do tempo, o estado de decomposição dos corpos misturado à lama dificultaria o trabalho de operações dos militares.

"Daqui a algum tempo de operação - e isso vai demandar alguns meses -, com o estado avançado de decomposição dos corpos, eles se misturam à lama. A quantidade de rejeito envolvida, o tamanho da área afetada pela tragédia, o fato de os corpos estarem muito espalhados, tornam algumas recuperações realmente impossíveis pela questão biológica mesmo", falou na última segunda-feira (8).

 


Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Minas1. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Histórico

Empresários reforçam estoques para lucrar com a folia

Enviado em: 16 de fevereiro de 2019

Minas

Romeu Zema cumpre agendas com prefeitos do Triângulo Sul

Enviado em: 15 de fevereiro de 2019

Minas

Governo alerta sobre uso de vacinas desatualizadas

Enviado em: 14 de fevereiro de 2019

Minas

Pesquisa

Publicidade