Bolsonaro diz que usou auxílio-moradia para 'comer gente'


Enviado em 12 de janeiro de 2018 às 10:22:06


Bolsonaro ficou irritado ao ser questionado sobre seu patrimônio e o uso do auxílio-moradia(foto: Lula Marques/Agencia )

 

Em entrevista em Angra dos Reis, o pré-candidato à presidência afirmou ainda que vai vender o apartamento de Brasília e morar em uma mansão

 
 
 
fonte:em.com.br


O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC/RJ), pré-candidato à Presidência da República, defendeu nesta quinta-feira o uso do auxílio-moradia de R$ 4.253,00 pago aos parlamentares além dos R$ 33.763 de salário. O presidenciável, que recebe a verba mesmo tendo imóvel próprio em Brasília, afirmou que, como era solteiro, usou o dinheiro para “comer gente”.

Em entrevista a repórteres da Folha de São Paulo na frente de sua casa em Angra dos Reis, onde foi pego de surpresa, Bolsonaro afirmou que pretende vender seu apartamento em Brasília para usar um apartamento da Câmara dos Deputados e, com isso, deixar de usar o auxílio. “Inclusive tem mais ou menos 60 m² o meu apartamento e vou passar para um de 200 m². Espero que pegue com hidromassagem, ok? Eu vou morar numa mansão, não vou pagar segurança, não vou pagar IPTU, no meu eu pago”, disse. 
Ao ser confrontado, o pré-candidato negou ter usado verba do auxílio para financiar um de seus apartamentos. “Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava para comer gente. Tá satisfeita agora ou não?”, respondeu. Bolsonaro disse ainda que aquela era a resposta que a repórter merecia e perguntou se ela queria que ele prestasse “continha”.

Bolsonaro está entre os deputados que recebem o auxílio-moradia em espécie, sem precisar apresentar recibos. Por isso, é descontado o imposto de renda do recurso. O deputado disse que receber a verba tendo imóvel é um direito, já que não há disposição em contrário. 

Sobre a divulgação do crescimento do seu patrimônio, Bolsonaro reclamou o fato de os bens dos filhos também terem sido informados e disse que daqui a pouco vão querer falar da mãe dele. “Se meu filho assaltar um banco ou ganhar na Mega Sena agora, é problema dele, não é meu”, afirmou. 

Bolsonaro também disse que quando falou em sonegar impostos em entrevista em 1999 fazia apenas um “desabafo”. “Falei sonego tudo o que é possível. Como posso sonegar o ICMS, por exemplo?”, questionou.
Nesta quinta-feira, Bolsonaro divulgou um vídeo no Facebook mostrando sua casa de Angra dos Reis, que segundo ele não era uma mansão e por isso seria mostrada pela imprensa.

Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Minas1. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Histórico

Juiz nega prisão domiciliar a Paulo Maluf

Enviado em: 17 de janeiro de 2018

Política

Temer afasta quatro vice-presidentes da Caixa por 15 dias

Enviado em: 16 de janeiro de 2018

Política

Dallagnol ataca classe política e leva troco de parlamentar

Enviado em: 15 de janeiro de 2018

Política

Bolsonaro aumenta em 39% gasto com viagens pagas pela Câmara

Enviado em: 14 de janeiro de 2018

Política

Honraria é o tema mais aprovado pelo Congresso em 2017

Enviado em: 14 de janeiro de 2018

Política

Pesquisa

Publicidade