Grand empleador

Por Leandro Mazzini


Enviado em 14 de julho de 2018 às 19:53:51


 

A três semanas do prazo final para a definição dos candidatos a presidente da República, nas convenções partidárias, o PRB desistiu da candidatura do empresário Flávio Rocha. Ex-deputado federal e crítico ferrenho da Era Lula e Dilma, Rocha é um dos maiores empresários do País, proprietário de conhecida rede de lojas de roupas. Nos bastidores, há dois motivos. O PRB vai fechar com o PSDB de Geraldo Alckmin ou PSL de Bolsonaro. Mas, principalmente, pesou o fato particular: como Rocha explicaria na campanha ser o maior empregador... do Paraguai?

Patriota, hein?!
Em palestras, Rocha revelou isso e que prefere investir no País vizinho, com baixos impostos, ao Brasil. Sua fábrica de roupas e de lojística emprega 5 mil paraguaios.

Admissão.. 
O novo ministro do Trabalho, desembargador aposentado Caio Mello, foi indicação do presidente da CNI, Robson Andrade, ao ser consultado pelo presidente Temer.

.. e Justa causa
É sinal de mudança forte e para perfil técnico. O PTB, que controla o ministério com apadrinhados de Jovair Arantes e Roberto Jefferson, vai ser limado da pasta. 

Falta muito
Apesar de MDB e DEM anunciarem que decidiram as regras, só as Executivas do PSDB, PRB e PNM enviaram para o departamento técnico do Tribunal Superior Eleitoral, até ontem, os critérios definidos para repartição do fundo eleitoral nas campanhas, uma condição do Tribunal para o depósito milionário na conta dos partidos. 

Saldo no vermelho
A menos de um mês do início da campanha, faltam regras de outros 32 partidos. O TSE avisa que a reunião da próxima quarta-feira não tratará do fundo (ainda), apesar da preocupação geral. E sim dos cadastros e divulgação das candidaturas. Partidos já indicaram os responsáveis pelo sistema.

Verticalização
O MDB, o maior partido do país em número de mandatários, decidiu fazer uma triangulação: o dinheiro do fundo do TSE vai para a Executiva Nacional e ela deposita direto na conta dos candidatos nos Estados. Nada de passar pelos diretórios estaduais. 

Hereditárias 
O MDB vai investir em herdeiras para deputadas federais. A filha de Eduardo Cunha, Daniele, e Daniela Carneiro, mulher do prefeito Waguinho, de Belford Roxo. 

Camburão virtual
De olho em ações de fake news para as campanhas, a Polícia Federal já tem agentes infiltrados na deep web, a chamada internet suja, acessada só por hackers.

Passou! 
Bateu na trave e entrou. Aos 45 do segundo tempo o Senado aprovou as Medidas Provisórias 825 – que cria crédito direto de R$ 1,2 bilhão no cofre para a intervenção federal na Segurança do Estado do Rio de Janeiro – e a 826, que oficializa 66 cargos em comissão no gabinete do interventor. As MPs ‘caducavam’ ontem.

Lembrete
Os cargos no gabinete só terão validade até 30 de abril de 2019. E o dinheiro da intervenção será para comprar carros, armas, equipamentos, coletes e munições. Os salários continuam com o Estado.

Calendário 
A Aids Healthcare Foundation, em parceria com o Instituto Barong, fizeram sua parte e distribuíram mais de 50 mil camisinhas em bares de São Paulo durante a Copa. A conferir se alguém vai levar cartão amarelo nos próximos meses.

Cidadania
Hoje, voluntários das mesmas ONGs vão fazer testagem rápida para HIV, sífilis e hepatites B e C no Largo do Arouche. E amanhã na Praça Roosevelt.


As informações e opiniões expressas neste portal são de responsabilidade única do autor.
Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Minas1. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Histórico

Isenção eleitoreira

Enviado em: 20 de outubro de 2018

Colunas

Investigação virtual

Enviado em: 19 de outubro de 2018

Colunas

Coação eleitoral

Enviado em: 18 de outubro de 2018

Colunas

Teto de gastos

Enviado em: 17 de outubro de 2018

Colunas

Aposentou e surtou

Enviado em: 16 de outubro de 2018

Colunas

Publicidade