Em Honduras, 90% dos casos de feminicídios não tiveram punição

Por Agência Brasil/ Diário de Pernambuco


Enviado em 11 de julho de 2018 às 20:42:58


Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

 

 A conclusão é do Observatório da Violência da Universidade Nacional Autônoma de Honduras


Em Honduras, 11 mulheres são assassinadas diariamente e 90% dos casos que ocorreram, nos últimos 15 anos, permanecem impunes. A conclusão é do Observatório da Violência da Universidade Nacional Autônoma de Honduras.

 
O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos Honduras (Acnudh) e a Organização das Nações Unidas para as Mulheres (ONU Mulheres) informam que os esforços das autoridades do país são insuficientes.
 
A representante da do Alto Comissariado ONU para os Direitos Humanos, Soledad Paz, advertiu que o governo de Honduras pode ser submetido a sanções, caso não adote ações imediatas para conter a violência contra as mulheres.
 
De acordo com o estudo, feito pela universidade, a cada 18 horas uma mulher é morta em Honduras. Pelo menos 27% das hondurenhas relatam ter sofrido algum tipo de violência durante a vida. Nove em cada dez meninas foram abusadas sexualmente.
 
O estudo mostra ainda que as mulheres são mais vulneráveis à falta de segurança, aos problemas causados pelo narcotráfico.
 
* Com informações da Telesur, emissora pública de televisão da Venezuela.

 


Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Minas1. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Histórico

Califórnia, uma fornalha pronta para queimar novamente

Enviado em: 19 de novembro de 2018

Internacional

A quarta onda do feminismo e o mundo gay se estranham

Enviado em: 19 de novembro de 2018

Internacional

Chanceler diz que Bolsonaro não tem autoridade para questionar Cuba

Enviado em: 19 de novembro de 2018

Internacional

Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil

Enviado em: 19 de novembro de 2018

Internacional

Publicidade