Cristãos chineses denunciam perseguição após demolição de igreja


Enviado em 12 de janeiro de 2018 às 20:01:23


© Aly Song/Reuters

 

De acordo com eles, policiais teriam usado escavadeiras e dinamite para destruir templo na cidade de Shanxi

Grupos cristãos da China vêm denunciando o que consideram perseguição do governo local contra suas religiões. A mais recente prova, na visão deles, foi a demolição na quarta-feira (10) de um templo evangélico na cidade de Shanxi, mesmo local onde uma igreja católica foi também demolida em dezembro.

"Meu coração ficou triste ao ver essa demolição e agora eu temo que mais igrejas sendo demolidas, até mesmo a minha", contou, segundo o jornal O Globo, um pastor de uma igreja próxima que não quis se identificar. De acordo com ele, policiais teriam usado escavadeiras e dinamite para destruir o templo, o que é negado pelo governo.

O número estimado de cristãos na China é de 60 milhões. A suposta perseguição teria origem no receio de que as religiões possam representar algum perigo ao regime político e social do governo comunista.


Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Minas1. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Histórico

As duas Coreias concordam em desfilar juntas na abertura dos Jogos

Enviado em: 17 de janeiro de 2018

Internacional

União Europeia proíbe taxas extras de cartão de crédito

Enviado em: 16 de janeiro de 2018

Internacional

Piloto que roubou helicóptero é morto pela polícia de Caracas

Enviado em: 16 de janeiro de 2018

Internacional

Atentados em Bagdá fazem pelo menos 38 mortos e 105 feridos

Enviado em: 15 de janeiro de 2018

Internacional

Publicidade