Zema critica entraves em Minas para licenciamento ambiental


Enviado em 05 de dezembro de 2018 às 13:07:29


Romeu Zema (Novo), governador eleito:

 

Ao desembarcar em São Paulo, após uma semana em Londres, onde fez cursos, governador eleito afirma que empresários retardam investimentos em Minas por falta de licenciamento

 
 
Fonte:em.com.br

 

 

Em áudio gravado em São Paulo, o governador eleito de Minas, Romeu Zema (Novo), criticou entraves burocráticos na área do licenciamento ambiental do estado que retardam a implantação de novos investimentos. Sem citar as empresas, Zema disse ter participado de vários encontros com presidentes de companhias que já têm unidades instaladas e estão interessados em ampliá-las e também com empresários que pretendem se estabelecer no estado. “O que tenho percebido é sempre a mesma coisa: essas empresas têm enfrentado muitas dificuldades, em especial no que diz respeito à área ambiental. Muitas vezes, leva anos para que uma licença, uma permissão seja concedida”, disse.

Em crítica ao governo de Fernando Pimentel (PT), Zema afirmou que não há ambiente amigável ao empresariado no estado. “Lembro-me que essas empresas são aquelas que podem trazer investimentos para Minas, gerar empregos e ajudar o estado a sair desta situação tão difícil. Vejo que todas elas foram esquecidas, totalmente relegadas a um segundo plano neste último governo: têm enfrentado dificuldades enormes para conseguir qualquer coisa que dependa do estado”, afirmou.

Segundo o governador eleito, a partir do ano que vem haverá novos investimentos no estado. “Com toda certeza, vamos ter novos investimentos porque esses presidentes de empresas já se dispuseram a tirar da gaveta aquilo que estava suspenso, porque acreditam que Minas vai poder recuperar o potencial que tem. Esses projetos engavetados só estavam assim porque não havia motivo para acreditar que teriam ambiente amigável em Minas”,afirmou.

Zema retornou ontem da Inglaterra onde estava desde a última semana de novembro. Em Londres, fez um curso com o tema “Aprimoramento em Gestão Pública e Educação Pública” voltado para políticas específicas no setor educacional. Na Universidade de Oxford,  participou do evento “Encontro de Autoridades: uma nova agenda para a gestão pública no Brasil”, seminário oferecido na escola de Blavatnik.

O governador eleito segue hoje em São Paulo, onde participa de nova reunião com investidores potenciais e à tarde, com outros governadores eleitos, acompanha o painel “Governança e gestão para resultados: como ampliar a entrega de serviços à população”, promovido pelo Movimento Brasil Competitivo.

Para a próxima semana, a equipe de transição de Romeu Zema se prepara para apresentar os diagnósticos do setor fiscal, do pessoal e dos projetos em andamento. Também serão anunciados novos secretários. Até o momento, foram divulgados o secretário de Fazenda, que será o contador Gustavo Barbosa, de 53 anos, que foi secretário de Fazenda do Rio responsável pela renegociação da dívida daquele estado com a União, além do titular da Secretaria de Planejamento e Gestão, o engenheiro Otto Alexandre Levy Reis, também de 53. Ambos acompanham Zema na disposição de só receber salário quando a folha de pagamento do funcionalismo do estado estiver em dia e sem parcelamento.

Os futuros secretários da Saúde e da Mobilidade e Infraestrutura, além da Educação e da secretaria de Impacto Social serão escolhidos em processo seletivo por empresas profissionais.


Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Minas1. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Histórico

Em festa, capital tem domínio no assunto

Enviado em: 12 de dezembro de 2018

Minas

Publicidade