PF faz busca e apreensão em empresas ligadas ao senador Romero Jucá


Enviado em 08 de novembro de 2018 às 18:14:09


Senador do MDB teria recebido propina de uma grande empreiteira(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

 

A propina chegaria a R$ 4 milhões e teria sido paga por "uma grande empreiteira" ao senador do MDB


A Polícia Federal deflagrou  na manhã desta quinta-feira (8) a Operação Armistício, que investiga o reopasse de de R$ 4 milhões ao senador Romero Jucá (MDB-RR), em 2012, durante a chamada guerra fiscal nos portos brasileiros.

Os pagamentos indevidos teriam sido feitos por uma empreiteira que tinha interesse na edição do ato. Os policiais federais cumprem nove mandados de busca e apreensão, dos quais sete em São Paulo, um em Santos (SP) e um em Campo Limpo Paulista (SP).

Nove endereços de empresas suspeitas de pagar propina ao parlamentar são alvo de busca e apreensão, sendo sete na capital paulista, um em Santos e outro em Campo Limpo Paulista, todas cidades do estado de São Paulo.

A operação desta quinta-feira ação faz parte de uma investigação  sobre repasses de propina para políticos por parte da Odebrecht. A operação foi autorizada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, no inquérito 4382-STF.
Continua depois da publicidade
( Com informações da Agência Brasil)

Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Minas1. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Histórico

Moro convida chefe no PR para direção-geral da PF

Enviado em: 20 de novembro de 2018

Política

Novo edital do Mais Médicos é publicado no Diário Oficial

Enviado em: 20 de novembro de 2018

Política

Bolsonaro anuncia permanência de Wagner Rosário na CGU

Enviado em: 20 de novembro de 2018

Política

Petrobras pode ser privatizada em parte, diz Bolsonaro

Enviado em: 19 de novembro de 2018

Política

Exoneração de Moro é publicada no Diário Oficial da União

Enviado em: 19 de novembro de 2018

Política

Bolsonaro avalia Mourão como 'gerente' do governo

Enviado em: 18 de novembro de 2018

Política

Publicidade